Dicas

Custos invisíveis:O que está por trás do uso de suprimentos não originais

Salvador, 26 de julho de 2012 - Para prevenir riscos e zelar por seus clientes, a OKI, uma das principais empresas de soluções de impressão do mundo, oferece seu Programa de Proteção ao Cliente, que tem como objetivo fornecer segurança aos usuários de seus equipamentos com relação à originalidade, autenticidade e procedência.  O alerta vai para os danos causados pelo uso de produtos não originais ou atestados pela fabricante, que podem ocasionar graves problemas no funcionamento de impressoras e multifuncionais.

A propagação de empresas que vendem suprimentos remanufaturados ou falsificados é uma questão que deve ser acompanhada de perto. Hoje é possível encontrar no mercado suprimentos originais (oferecidos pelos fabricantes), remanufaturados (em que a carcaça é reaproveitada), envasados (com preenchimento do toner), compatíveis (novos, porém não homologados pelos fabricantes) e falsificados/pirateados (cópias do produto com utilização da marca sem a autorização legal).

“Os danos normalmente são percebidos de forma gradativa, no decorrer do uso, tornando mais difícil a identificação imediata. Por isso, dizemos que os suprimentos não originais têm ‘custos invisíveis’. O famoso ‘barato sai caro’ pode ser comprovado quando a escolha na hora da compra é baseada somente no menor preço e não no melhor preço”, diz Érico Tanji, Especialista em Suprimentos da OKI. Entre os vários problemas enfrentados por quem não usa suprimentos originais, Tanji lista os principais:

§     Perda de produtividade: a utilização de suprimentos não originais acarreta na maior frequência de atolamentos. O tempo parado das impressoras provoca transtornos à rotina de trabalho dos usuários e o aumento de intervenções técnicas do Help Desk. Mesmo com o equipamento parado o usuário continua pagando pelos custos operacionais.

§     Desperdício e maior consumo de recursos naturais: a performance dos equipamentos que utilizam suprimentos não originais tende a ser bem inferior. Problemas como atolamento de papel e diferenças na temperatura de fusão do pó de toner (principal insumo do cartucho de uma impressora laser/LED) acabam provocando desperdício de papel com reimpressões. Além disso, é preciso levar em conta o consumo de energia elétrica, que consequentemente aumenta.

§     Rendimento e resistência ao tempo: suprimentos não originais não seguem padrões de qualidade. Eles utilizam matérias-primas de várias fontes, dificultando o controle de sua origem. A incompatibilidade das propriedades físico-químicas do pó de toner normalmente ocasiona vazamentos internos, aglutinação (empedramento no compartimento interno do cartucho) e compromete a aderência do mesmo ao papel. Estas ocorrências prejudicam o rendimento e a durabilidade das impressões, além de ocasionar mais trocas de cartucho.

§     Qualidade de impressão: as características de granulação das partículas do pó de toner e sua temperatura de fusão podem interferir na fidelidade de cores e formação de meios tons, comprometendo a nitidez da impressão. Como os suprimentos não originais utilizam matérias-primas com diferentes tecnologias de produção e são focados fortemente na redução de custos, a uniformidade dos lotes é altamente afetada.

§     Preservação do meio ambiente: diferentemente dos suprimentos não originais, os da OKI têm uma correta destinação. A fabricante disponibiliza aos clientes e parceiros a possibilidade de retornar os produtos usados para garantir que todas as medidas ambientais sejam tomadas. Para mais informações, acesse: www.sustentabilidadeoki.com.br

Sobre a OKI

A OKI é uma das principais marcas de soluções de impressão do mundo e possui mais de 30 anos de experiência no mercado. Neste ano, a companhia comemora 15 anos no Brasil. Com base instalada de 30 milhões de equipamentos, a fabricante oferece impressoras matriciais, Laser/LED monocromáticas e Laser/LED em cores, além de multifuncionais monocromáticos e em cores. Destaca-se por seu pioneirismo e por desenvolver tecnologias inovadoras. Com faturamento anual de US$ 1,9 bilhão, a empresa atua em mais de 120 países. Presente no Brasil desde 1997 possui fabricação local e oferece uma linha completa de produtos composta de mais de 30 modelos. A companhia faz parte do grupo OKI Electric Industry, fundado em 1881 e composto por empresas dos setores de telecomunicações, informática, eletroeletrônicos e componentes. O grupo emprega diretamente mais de 18.000 funcionários e fatura mundialmente US$ 4,7 bilhões. Acesse o site www.oki.com.br.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.