Negócios

Aceleradora Triple Seven abre as portas com seleção on demand

Com proposta inovadora, empresa customiza processo segundo necessidade da startup

Salvador, 24/11/2014 - Uma aceleradora com seleção contínua de startups, que personaliza o suporte oferecido de acordo com a demanda de cada projeto e onde os investidores participam ativamente da gestão da empresa. Essa é a proposta da Triple Seven, fundada em outubro por três empresários de sucesso.

Rubens Medrano Filho foi sócio e CFO da Makeni Chemicals por 24 anos, com vasta experiência no mercado financeiro. Gilberto Fischel é o responsável pela reestruturação da IOB, que permitiu sua fusão com a Folhamatic e posterior aquisição pela SAGE. Vitor Kawamura criou a startup Dress2u e o aplicativo Kartela, pertencente ao Grupo iFood, e é consultor estratégico e de marketing da Lebre Consulting.

Medrano e Fischel procuravam empresas em que pudessem investir e participar de seu desenvolvimento. Junto com Kawamura - que voltava de um período no Vale do Silício e trazia a experiência de quem já esteve em busca de capital -, eles perceberam que as startups possuem diferentes necessidades de aceleração, a depender do estágio em que se encontram.

"Há empresas que precisam definir melhor sua forma de monetização, por exemplo, enquanto outras já têm uma estratégia bem delineada e buscam parceiros para impulsionar o negócio. Nosso primeiro passo é identificar isso”, comenta Kawamura, que completa: “não temos um número fixo de startups a acelerar em determinado período, mas sim escolhemos constantemente conforme a solidez da ideia e do time".

Assim nasceu a Triple Seven, com R$ 4 milhões iniciais para serem investidos em startups escolhidas por indicação, em um primeiro momento. Prazos, aportes e percentagens de equity são flexíveis e determinados em uma seleção que leva em conta o quanto a aceleradora pode ajudar a empresa a crescer por meio de seus recursos: networking, consultorias e parcerias.

As candidatas também devem ter um produto pronto para ser lançado - preferencialmente já com uma carteira de clientes -, além de uma equipe formada e escalabilidade para crescer de forma sustentável em diferentes mercados, com possibilidades de internacionalização. “Queremos empreendedores full-time no negócio e com um time forte por trás. É preciso estrutura para levar a empresa ao exterior se esse for o melhor nicho para ela”, afirma Kawamura.

Com investidores que participam do dia a dia da startup, a Triple Seven traz em seu DNA a ideia de seguir auxiliando a empresa, inclusive realizando uma possível pós-aceleração. O time de mentores da aceleradora é composto por executivos de multinacionais, empreendedores de sucesso, acadêmicos, investidores, entre outros. “São profissionais engajados e comprometidos com cada projeto”, conta o sócio-fundador. Com um mês de atuação, a Triple Seven já analisou mais de 60 projetos e está em fase final de seleção de três a cinco startups.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.