Negócios

Setor tech de Joinville cresceu mais de 2000% em apenas cinco anos, conheça o case

Salvador, 14/09/2018 - Joinville é uma cidade localizada no norte de Santa Catarina que nos últimos cinco anos conseguiu crescer 2000% a base de empresas nascentes em tecnologia e inovação do município. Hoje a região norte catarinense abriga mais de duas mil empresas de tecnologia, que faturam cerca de R$ 3 bilhões juntas e empregam mais de três mil pessoas, segundo o Observatório ACATE, pesquisa realizada pela Associação Catarinense de Tecnologia. Muitos desses números são impulsionados por Joinville que para obter os resultados precisou de todos os agentes de um ecossistema atuando ativamente na região.

O ecossistema nasce da união:

Os agentes de um ecossistema se dividem em empreendedores e fomentadores, que são aqueles que oferecem o apoio necessário para o empreendedor se estabelecer, como o Sebrae, iniciativas do governo e associações. Marcio Jacson dos Santos, Head Técnico na Fundação Softville, uma das principais iniciativas que fomentam o setor na região, conta que há cinco anos, em 2013, surgiram as primeiras startups em Joinville. “Desde então, com o auxílio dos programas de apoio ao desenvolvimento de negócio inovadores, o ecossistema e as empresas se fortaleceram. Hoje existem cerca de 120 startups consolidadas na cidade — um crescimento de mais de 2.000% em cinco anos”, explica Marcio.

Um dos programas fundamentais para proporcionar o crescimento do ecossistema de Joinville foi o Startup SC, uma iniciativa do Sebrae/SC em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), que coordena uma série de atividades em Florianópolis e pelo estado. “Poder levar o que estava acontecendo em Florianópolis para o interior do estado era um dos objetivos do projeto, e 2018 foi um ano chave para fortalecer isso. Abrimos, em parceria com a Softville, a primeira turma do nosso programa de capacitação fora de Florianópolis. Vivenciamos a experiência de comandar duas turmas simultaneamente e isso nos fez querer ainda mais”, comenta Alexandre Souza, gestor da iniciativa Startup SC.

O programa do Sebrae já atuava no ecossistema joinvilense, promovendo encontros para debater os desafios do setor e o Startup Weekend, outro responsável pelo grande crescimento de startups na cidade.

“O Startup Weekend possibilita que o futuro empreendedor realize uma imersão em metodologias que ajudam a criar uma empresa, como design thinking e validação de produto. O aprendizado é gigantesco e desconstrói os mitos em torno da criação de uma startup. Em um Startup Weekend há a troca de conhecimento entre os participantes e os mentores, que são empreendedores estabelecidos, o que potencializa as conexões”, comenta Alexandre Souza, gestor do Sebrae/SC.

Nascida em 2013, a startup Asaas oferece serviços financeiros para profissionais autônomos, MEIs e micro e pequenas empresas. Ela foi uma das primeiras desse modelo de negócio na cidade e seus empreendedores ajudaram a formar o ecossistema local participando ativamente de programas como o Startup Weekend, ajudando a consolidar ideias inovadoras na cidade . “Em 2010, quando começamos a vender softwares como um serviço, não existia ninguém em Joinville que fazia isso — no Brasil eram poucos os cases; vender online era um mistério. Agora, quase dez anos depois, é possível ouvir em qualquer café da cidade alguém falando sobre métricas, SaaS e assuntos de tecnologia”, explica Piero Contezini (foto), CEO da Asaas.

Para as ações do programa terem sucesso em Joinville, foi fundamental o apoio das entidades de fomento locais, como a Softville, “Já frequentava o ecossistema de tecnologia de Florianópolis, mas conversando com o Alexandre, gestor do Startup SC, construímos o desejo de levar o que acontecia na capital para Joinville e construir esse ecossistema”, conta Márcio, que vivenciou todo o crescimento das startups em Joinville, “começamos trazendo o Startup Weekend para cá, e com o tempo outros eventos, como o meetup do Startup SC. Isso foi um ponto inicial para promover as conexões entre empreendedores e fomentar o nascimento de novas startups. Nossa ideia é ligar outros pontos do estado, de maneira horizontal, buscando eliminar as disputas regionais e criar um ambiente que apoie o empreendedor acima de tudo”.

“Um ecossistema se constrói possibilitando as conexões entre os empreendedores e oferecendo suporte para capacitação e troca de experiências”, resume Alexandre Souza, “é importante os empreendedores estarem no comando, e não enxergarem outras startups como concorrentes, e sim como possíveis parceiros”.

Fruto do ecossistema:

A startup TiFlux desenvolve soluções para gerenciamento de projetos na área de tecnologia. Com o sistema, os empresários conseguem ter em um único lugar as informações sobre todos seus clientes, anexar contratos, ter acesso remoto  e um fluxo de atendimento mais organizado. A startup é exemplo do valor das conexões que um ecossistema pode proporcionar. Este ano eles ingressaram no programa Startup SC, na turma de Joinville, e lá se conectaram com a Asaas, que já passou pelo programa e hoje é mentora da iniciativa. Da relação no projeto veio a integração entre as soluções da TiFlux e da Asaas, para automatizar ainda mais os processos de gestão.

“Acompanhar todo o desenvolvimento do ecossistema de Joinville foi incrível, como empreendedor e como fomentador, as conexões que nasceram da construção desse ambiente encurtam os caminhos do empreendedorismo. Você aprende com quem já passou por isso antes e consegue aplicar esse conhecimento na sua empresa. Esse é o tipo de troca que só acontece quando há um ecossistema unido e bem construído” comenta Márcio, que além de fazer parte da equipe da Softville, é empreendedor de startups.

O programa também facilitou a aproximação da TiFlux com a Hiper, que validou a solução  desenvolvida pela startup. “Nossa parceria com a Hiper possibilitou divulgar e validar a TiFlux para a rede de canais da empresa e ajudar seus prestadores de serviço de Ti a realizarem de maneira mais fácil os processos de gestão e atingirem melhores resultados”, conta Marcio.

“Queremos agora  replicar o que construímos em Joinville por todo estado, fortalecer ainda mais o setor de tecnologia catarinense”, finaliza Alexandre Souza.

Baixe o App TI Bahia para Android: http://bit.ly/2PIjgBn ou iOS: https://apple.co/2PM44Tt

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.