Guia de Software e Serviço

AlmavivA supera R$ 1 bilhão de receita no Brasil e eleva em 41,2% seu Ebit

Salvador, 16/04/2019 - A AlmavivA do Brasil, uma das principais empresas do segmento de contact center, gestão de relacionamento com clientes (CRM) e trade marketing do País, fechou 2018 com receita bruta de R$ 1,018 bilhão o que representa aumento de 4,2%, do mesmo período de 2017. Em relação à receita líquida, o resultado foi de R$ 926 milhões em 2018, com aumento de 4,1% se comparado com o valor registrado no ano anterior.

Com relação aos indicadores que demonstram apenas o lucro operacional da empresa, a AlmavivA fechou 2018 com Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – de R$ 91 milhões, 18% maior que o de 2017, ano no qual obteve R$ 77 milhões. E seu Ebit – lucro antes dos juros e tributos – foi de R$ 59 milhões, o equivalente a 41,2% a mais se comparado ao ano anterior, que foi de R$ 42 milhões.

O crescimento da empresa no Brasil, que faz parte do grupo italiano AlmavivA, deve-se ao incremento de eficiência operacional, conquista de novos clientes e à ampliação da oferta de soluções tecnológicas e de serviços de trade marketing em seu portfólio.

A AlmavivA atingiu resultados que impulsionam a posição da empresa no Brasil e tornam o País um mercado de ainda mais destaque para o grupo. "As expectativas de crescimento para 2019 são expressivas em relação a todos os indicadores financeiros, com o objetivo de tornar a AlmavivA a segunda maior empresa do segmento já no primeiro semestre", comenta Francesco Renzetti, CEO da AlmavivA do Brasil.

Geração de empregos, tecnologia e trade marketing

Em novembro de 2018, a AlmavivA registrava cerca de 32 mil funcionários, e em abril de 2019 a previsão é chegar a aproximadamente 34 mil, ou seja, 2 mil pessoas a mais no quadro de colaboradores. Em relação ao perfil desses profissionais, 44% tiveram na AlmavivA a oportunidade de ingressar pela primeira vez no mercado de trabalho. Desse total, a maioria é do sexo feminino (66%) e com idade entre 18 e 24 anos (53%).

Entre as apostas da companhia para este ano, está o desenvolvimento de novos projetos de tecnologia para o setor, sempre com foco em qualidade e produtividade no atendimento ao cliente. Outro destaque é ampliar os serviços de trade marketing com equipes multidisciplinares, cujo foco é maximizar vendas e diferenciar produtos e serviços nos pontos de venda.

"Nosso setor está mudando rapidamente. Nos próximos meses, haverá uma forte concentração, igualmente o que aconteceu em mercados mais maduros nos anos passados. As empresas que conseguirão competir serão as que têm estrutura de custos enxuta, operações eficientes, tecnologias inovadoras, músculo financeiro", afirma Francesco Renzetti.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.