Negócios

Fusões e aquisições cresceram no 1º tri de 2019, diz KPMG

Salvador, 03/06/2019 - O número total de fusões e aquisições manteve tendência de crescimento no primeiro trimestre de 2019. Nesse período, foram registradas 250 operações, contra 243 do trimestre anterior (alta de 3%) e 234 registradas no primeiro trimestre do ano anterior (alta de 7%). Os dados constam em levantamento exclusivo realizado pela KPMG.

"O mercado brasileiro segue aquecido com os líderes de empresas que operam no Brasil buscando soluções que gerem negócios. Como as fusões e aquisições de 2018 bateram recorde em relação ao ano anterior, com alta consolidada de 16,5%, observamos, no primeiro trimestre de 2019, uma continuidade na confiança do empresariado. Além disso, cabe destacar que operações de fusões e aquisições representam uma estratégia de crescimento mais rápido", afirma o sócio-líder da área de Fusões e Aquisições da KPMG no Brasil, Luis Motta.

Os setores com maior número de transações no primeiro trimestre de 2019 foram os seguintes: Companhias de Internet (53); Tecnologia da informação (32); Mídia e Telecomunicações (13); Companhias de energia (13); Hospitais e clínicas de análises laboratoriais (12) e Instituições financeiras (11).

Em termos geográficos, as regiões Sudeste e Sul do Brasil foram as que mais se destacaram, seguindo o que foi registrado em 2018, com exceção da Bahia, com as respectivas porcentagens de fusões e aquisições em cada Estado indicadas a seguir: São Paulo (148), Rio de Janeiro (25), Minas Gerais (15), Paraná (15), Rio Grande do Sul (11), Bahia (10) e Santa Catarina (7).

Com relação aos tipos de transações do primeiro trimestre de 2019, a KPMG identificou as seguintes: domésticas (149), CB1 (65), CB2 (20), CB3 (4), CB4 (6) e CB5 (6).

Legendas

Transações Domésticas: entre empresas de capital brasileiro

CB1: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB2: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

CB3: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB4: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB5: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.