Tecnologia

As tendências em tecnologia para 2019. Sua empresa está preparada?

Chatbots, carros autônomos, gêmeos digitais. Veja o que deve chegar com tudo no próximo ano

Salvador, 11/12/2018 - A cada dia, a tecnologia ocupa ainda mais espaço na vida de pessoas e empresas. Não dá mais para voltar atrás. A evolução é constante, ocorre numa velocidade nunca antes imaginada. Dá para imaginar como serão as coisas daqui a 20, 30, 50 anos?

Até faculdade especializada está sendo criada. A ideia é do MIT - Instituto de Tecnologia de Massachusetts –, que saiu à frente e irá investir US$ 1 bilhão na criação de um curso especial, que junte o melhor da inteligência artificial, machine learning e ciência dos dados junto de outras disciplinas acadêmicas. A inauguração deve ocorrer em setembro do próximo ano.

Fato é que o avanço da inteligência artificial é irreversível. Trata-se de um mercado que deve movimentar US$ 70 bilhões no mundo em 2020, de acordo com a PricewaterhouseCoopers (PwC). Hoje, a IA ainda depende da supervisão de humanos, mas a consultoria prevê que, em 2050, os robôs tenham autonomia e capacidade de pensar tão rápido quanto uma pessoa.

De acordo com o CEO da Intel, Brian Krzanich, "todas as empresas serão afetadas por esta nova tecnologia. Caso contrário não conseguirão se adaptar à nova realidade a que já assistimos".

Quais, então, são as principais tendências de inteligência artificial e aprendizado de máquina (machine learning) que as empresas devem ficar de olho em 2019? A Inbenta, empresa que auxilia o relacionamento online das marcas com seus clientes, traçou algumas das tendências para o próximo ano. Confira:

Uso de chatbots - O programa de computador que "conversa" com uma pessoa, como se fosse um humano, tem sido a estrela no relacionamento com clientes. Ele proporciona um atendimento inteligente, que utiliza linguagem natural, por meio de texto ou voz. Pode ser usado para diversas funcionalidades, como atender clientes, passar informações ou vender produtos ou serviços. Enfim, é o futuro do relacionamento com o cliente, possibilitando maior eficiência no atendimento. Até 2021, o investimento em robôs interativos será superior ao aplicado no desenvolvimento de aplicativos móveis tradicionais. A tecnologia tende a assumir tarefas padronizadas, liberando os profissionais para interações de maior qualidade e menos operacionais.

Assistentes de IA - Os serviços dos assistentes de IA estarão cada vez mais presentes no dia a dia, ultrapassando as funções de buscas na internet. Montadoras de automóveis, por exemplo, estão investindo em assistentes virtuais para seus veículos. Uma das ideias é que a tecnologia seja capaz de propor um destino com base nos próximos eventos da agenda do condutor ou de acordo com as suas preferências dos últimos tempos.

Objetos autônomos - robôs, drones e veículos autônomos utilizam IA para automatizar funções antes exercidas por humanos. Esses objetos têm capacidade de operar em diversos setores da indústria, como agricultura, segurança e transporte, com níveis variados de capacidade, coordenação e inteligência. Com os carros autônomos, por exemplo, espera-se que diminua o número de acidentes automobilís ticos. Até 2021, 10% dos novos veículos terão capacidade de condução autônoma, em comparação com menos de 1% em 2017.

Gêmeos Digitais - a expectativa é que, até 2021, metade das grandes empresas industriais use gêmeos digitais (solução que visa melhorar os processos de criação, de testes e de correção na fabricação de novos produtos), gerando 10% de melhoria e eficácia. "Gêmeos digitais vão ser um grande negócio", afirma Brian Burke, chefe de pesquisa do Gartner. As principais vantagens desta tecnologia são: redução do tempo de produção, redução de custos, maior capacidade de adaptação, melhor previsão de lucros e melhorias da previsão de riscos e redução de erros.

Criação de empregos - até o próximo ano, a IA vai eliminar várias posições de trabalho, o que será revertido até 2020, dependendo do segmento analisado. Em alguns casos, haverá perda total de empregos. Em outros, apenas por alguns anos, mas com um balanço final positivo.

Há muitos outros exemplos em termos de tendências de Inteligência Artificial, assunto, inclusive, que será tema de uma série produzida pelo ator americano Robert Downey Jr. (atualmente no papel do Homem de Ferro, no filme "Vingadores: Guerra Infinita"), para o YouTube Red. A produção contará com a presença de especialistas em ciência, filosofia, tecnologia, engenharia, medicina, futurismo etc. Serão oito episódios, previstos para estrear em 2019.

E então, sua empresa está preparada para o que está por vir?

Acompanhe as Notícias pelo celular com o App TI Bahia para Androidhttp://bit.ly/2PIjgBn ou iOShttps://apple.co/2PM44Tt

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.