Tecnologia

5G Americas Divulga Relatório sobre Oportunidades de Espectro para a 5G

Salvador, 09/02/2019 - A padronização técnica da tecnologia 5G e testes bem sucedidos foram o ponto de partida para as primeiras redes 5G comerciais no mundo. O número de lançamentos comerciais e outras implementações da tecnologia 5G deve crescer durante os próximos anos, especialmente na América do Norte e mercados chaves da Ásia-Pacífico e Europa.

“Os próximos elementos importantes para o sucesso da 5G são a densidade de redes, em conjunto com a disponibilidade de um volume adequado de espectro internacionalmente harmonizado nas bandas baixa, média e alta”, explicou Chris Pearson, Presidente da 5G Americas.

A 5G Americas, a associação setorial e a voz da 5G e LTE para as Américas, hoje anunciou a divulgação de um relatório técnico com o título Visão de Espectro 5G descrevendo as oportunidades para a 5G entre as frequências remanescentes nas Américas e outras partes do mundo. O relatório apresenta uma análise setorial das características de uma série de bandas, além dos desafios e as oportunidades que as várias bandas apresentam para a 5G. O relatório identifica as bandas que oferecem potencial para uso com serviços 5G e apresenta recomendações sobre mecanismos para a liberação de espectro, compartilhamento de frequências e as medidas que o setor e a administração pública devem tomar para garantir o progresso das tecnologias 5G.

“O relatório Visão de Espectro 5G inclui muitas informações a respeito do espectro ainda disponível e analisa as oportunidades e as limitações que podem ser encontradas, além das medidas que as autoridades devem implementar para bandas no espectro baixo, médio e de ondas milimétricas. O relatório apresenta recomendações para o estabelecimento de um portfólio de espectro competitivo para a 5G”, disse Bill Chotiner, Diretor, Evolução da Rede de Acesso via Rádio da Ericsson, e um dos líderes do grupo de trabalho que desenvolveu o relatório.

Existem fatores chaves que devem assegurar investimentos, e o sucesso da 5G, que depende, em grande parte, na disponibilidade de espectro suficiente. As recomendações que a 5G Americas oferecem em seu relatório, Visão de Espectro 5G, incluem:

• As operadoras precisam de acesso a um volume suficiente de espectro harmonizado nas bandas baixa, média e alta para realizar as promessas da 5G

• Os processos em andamento na América do Norte devem ser acelerados com o objetivo de introduzir o espectro necessário para desenvolver o ecossistema global da 5G

• Oportunidades para a identificação e alocação de espectro abaixo de 3 GHz ainda devem ser consideradas

• Também será importante continuar considerando o uso licenciado de espectro na faixa de 7-24 GHz

• Toda a banda de 3,70-4,20 GHz, ou uma grande parte dessa banda, para implementação flexível licenciado deve ser disponibilizada no menor prazo possível

“É muito positivo constatar que a dinâmica do mercado e das políticas estão evoluindo para criar um clima favorável para a 5G - principalmente através das medidas tomadas pelas autoridades com a identificação e alocação de mais espectro licenciado. Grandes avanços na América do Norte para disponibilizar espectro novo nas bandas baixa, média e alta devem abrir o caminho para um mundo conectado com a 5G”, Chris Pearson concluiu.

O relatório Visão de Espectro 5G foi produzido pelos membros da 5G Americas e pode ser baixado gratuitamente do site da 5G Americas. O grupo de trabalho que desenvolveu o relatório foi liderado por Ahmad Armand, da T-Mobile, e Bill Chotiner, da Ericsson, com o apoio do Conselho da 5G Americas, que participou no desenvolvimento deste relatório. O relatório está disponível gratuitamente no site da organização, www.5GAmericas.org.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.