Eventos

Fórum de Cidades Digitais reúne cerca de 30 municípios em Salvador

Salvador, 20/10/2017 - O uso da tecnologia para melhorar os serviços públicos e facilitar a vida da população foi tema de encontro nesta quinta-feira (19) entre gestores baianos, de cerca de 30 municípios, que participaram do I Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Salvador, realizado na FIEB por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Salvador e a Rede Cidade Digital (RCD). Foi o primeiro evento da iniciativa, que fomenta o surgimento de municípios inteligentes em diversos Estados, no Nordeste brasileiro e teve como objetivo levar informação sobre como investir nas Tecnologias da Informação e Comunicação visando desenvolvimento das localidades.

São ferramentas e ações para resolver os mais diversos problemas das cidades. Na saúde, por exemplo, um relatório da Controladoria-Geral da União deste ano mostrou que 11 Estados desperdiçaram juntos R$16 milhões apenas pela falta de controle com medicamentos que venceram.

Para o embaixador da União Europeia no Brasil, João Gomes Cravinho, que participou da abertura do fórum, juntamente com representantes de 17 países, os recursos tecnológicos são a única solução para os desafios enfrentados pelos governantes. E a demanda aumenta a cada ano com o crescimento populacional urbano. Segundo a previsão do Programa da Organização das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) no Brasil, mais de 90% da população brasileira viverá em cidades em 2030. “É preciso trabalho em rede e integração dentro da gestão das cidades e de todos os setores interessados”, comentou o chefe da delegação, destacando o trabalho europeu no conceito de cidades inteligentes em áreas como eficiência energética e planejamento urbano.

Para implantação de projetos na área, o diretor da RCD, José Marinho, frisa que, acima de tudo, é preciso vontade política. “As tecnologias garantem maior eficiência de gestão, aumento de arrecadação, redução de custos e podem melhorar a qualidade de vida das pessoas, mas as ideias só saem do papel quando o Executivo entende a importância das TICs para o processo de desenvolvimento local”, observa.

Já para as cidades que incluíram no planejamento a adoção de tecnologia, a diretora do Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Eloá Mateus, ressalta que além da conexão é preciso capacitar servidores e população para uso da rede, oferecendo plataformas para explorar as possibilidades positivas que a internet oferece. “As pessoas têm que estar aptas a utilizar e mais do que isso você tem que ter conteúdo”.

O secretário de Cidade Sustentável e Inovação de Salvador, André Fraga, também falou sobre a necessidade de utilização de programas colaborativos para integrar cidadãos na gestão. “Hoje vivemos nessa sociedade do conhecimento e um dos grandes desafios dos governos é sair um pouco desse formato hierarquizado para um ecossistema colaborativo”.

Projetos inovadores - Além de compartilhar informações, soluções de mercado, políticas públicas e modelos em andamento nas localidades, durante o Fórum os prefeitos de Feira de Santana, Ipecaetá, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Pintadas, Santa Terezinha, Salvador e São Francisco do Conde foram homenageados por incluírem no planejamento investimentos em tecnologia para melhorar setores da administração municipal.

Eles foram selecionados pela RCD a partir de iniciativas identificadas nas localidades e, principalmente, pelo volume de propostas em tecnologia colocadas no plano de governo protocolados no TSE no ano passado. “É uma forma de valorizar aqueles que buscam inovar e estimular que novas iniciativas sejam colocadas em prática nos municípios”, explica o diretor da RCD, José Marinho.

Na opinião da prefeita de Ipecaetá, Sueder Silva, o mais importante quando se fala em tecnologia nos municípios é ter uma gestão informatizada e controle das contas públicas. “A gente pode monitorar, temos uma informação mais precisa e poder ajudar na tomada de decisão. Nós começamos do zero. O primeiro passo foi a questão dos dados. Estamos caminhando, mas acredito que num futuro bem próximo a gente possa avançar mais”, comentou a prefeita.

O I Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Salvador teve o patrocínio máster da Furukawa e do Banco do Nordeste, ouro da Exati Tecnologia, TeleData - Soluções Integradas de Comunicação/Fortinet e da COMDADOS, prata da INSIX/Saúde Via Net, além do apoio estratégico da Prefeitura Digital. Também apoiaram a iniciativa a FIEB, Sebrae e União dos Municípios da Bahia (UPB).

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.