Eventos

Educação é setor com mais Startups no Brasil e potencial de crescimento é grande em 2019

Salvador, 02/05/2019 - A educação é o segmento com o maior número de startups no Brasil. De acordo com levantamento feito pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups), em parceria com o Centro de Inovação para a Educação Brasileira, foram mapeadas no país 364 EdTechs, nome que se dá às startups de educação, e esse número pode ser ainda maior. Elas estão presentes em 25 dos 26 estados e representam quase 8% do total dessas novas empresas.

No ranking mundial de EdTechs, o Brasil tem presença modesta - para se ter uma ideia, apenas a cidade de Pequim, na China, lidera o ranking com mais de 3.000 startups de educação -, no entanto, essa realidade muda a cada dia e o mercado dá sinais claros de que começa a amadurecer e ganhar corpo. Ainda segundo a ABStartups, as receitas crescem em média 20% ao ano. E, de acordo com o banco inglês Ibis Capital, o mercado global de EdTechs deve crescer 17% ao ano, atingindo faturamento de US$ 252 bilhões em 2020.

A Bett Educar, maior encontro de educação e tecnologia da América Latina, aposta na tendência e reserva na edição deste ano um espaço exclusivo às novidades e propostas inovadoras das principais EdTechs do país. O evento acontece de 14 a 17 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Para Thiago Chaer, CEO da Future Education, aceleradora de startups com sede no Brasil e no Canadá, e que tem foco em empreendedorismo educacional, o mercado está crescendo desde 2010, seguiu aquecendo a partir de 2014 e já se mostra mais maduro em 2019. "As EdTechs trazem a perspectiva de um mindset focado em inovação. Elas representam oportunidades para repensar modelos de atuação na educação e criar um futuro", salienta.

A Future Education é uma business partner da Bett Educar e, para Chaer, esse encontro com o mercado é extremamente estratégico pois reúne os principais players interessados em inovação educacional. "É um espaço para respirar essa cultura, conhecer perfis, promover novas reflexões e fechar negócios".

Novas tendências - É possível prever as principais inovações que as startups de educação reservam? Para Chaer, há um direcionamento claro do que deve estar por vir quando o assunto é tecnologia ligada à educação. "As principais tendências para as EdTechs têm foco em aprimoramento e formação de professores; uso de gamificação para melhorar o processo de aprendizagem; entretenimento por meio de jogos; inteligência artificial nos processos internos de instituições e na aprendizagem, reduzindo a evasão; além disso, a cultura STEM (em inglês, Science, Technology, Engineering and Mathematics) tem ganhado muita força entre as startups do setor", destaca.

Startups - Além da Future Education, cerca de 20 startups e EdTechs participam da Bett Educar. Uma delas é a TestWe, que oferece uma plataforma de mesmo nome com o objetivo de simplificar o processo de avaliação para educadores e alunos, proporcionando uma solução totalmente digital, sem papel ou logística, com correção automática e online e envio automático dos resultados aos candidatos.

Essas e outras empresas e experiências farão parte da Bett Educar, que deve reunir mais de 22 mil visitantes altamente qualificados do Brasil e outros 18 países. O evento tem a Microsoft como parceiro global e acontece entre os dias 14 e 17 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.