Guia de Software e Serviço

DB1 Global Software aposta em gameficação para desenvolvimento de carreira e gestão do conhecimento

Salvador, 11/09/2017 - A DB1 Global Software foi buscar inspiração no Guia de Especialidade dos Escoteiros, que usam distintivos de acordo com as especialidades adquiridas como exemplo e fonte de inspiração, e na gamificação para desenvolver o projeto “Mestre dos Códigos”. O objetivo é incentivar desenvolvedores de software a aprimorar o aprendizado técnico, e consequentemente, obter crescimento dentro da empresa e da área em que atuam.

A gamificação usa técnicas motivacionais geradas por dados, utilizadas há anos por desenvolvedores de games, aplicadas a contextos não relacionados a jogos, permitindo a criação de ferramentas de engajamento por meio de três elementos principais: motivação, dados e interação.

Lançado em maio de 2017, o game Mestre dos Códigos http://mestredoscodigos.com.br/ tem inspiração na era medieval e oferece um conjunto de atividades práticas em desenvolvimento de software que atestam os níveis de conhecimento dos colaboradores da DB1 nas linguagens .Net, Arquitetura de Software, Java, JavaScript, PHP, SQL e Delphi, chamados Territórios.

Para conquistar cada território, o desenvolvedor precisa realizar 15 atividades e tê-las aprovadas por um comitê técnico. A primeira tarefa concluída com sucesso dá direito ao cordão de crachá do jogo, que diferencia o colaborador dentro da empresa. A partir daí o participante conquista um novo nível a cada 5 (cinco) atividades completadas e aprovadas para receber as insígnias de Escudeiro (ao realizar 5 atividades), de Cavaleiro (ao realizar 10 atividades) ou de Mestre (completando as 15 atividades).

De acordo com Natália Kawatoko, gerente de RH da DB1 Global Software, “o caminho a ser trilhado pelo desenvolvedor dentro dos territórios técnicos demonstra o interesse e a busca de maior aprendizado técnico, e consequentemente, um crescimento dentro da empresa e da área em que atuam.

O game Mestre dos Códigos está vinculado ao PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) e permite que o gestor acompanhe o desenvolvimento técnico de cada colaborador, atestando reconhecimento por parte da empresa e a concessão de promoções”.

Em quatro meses em funcionamento, o Mestre dos Códigos já recebeu 69 inscrições e distribuiu 12 cordões e 5 Pins ou insígnias.  O sucesso do game foi tão grande, que colaboradores de outras áreas se interessaram em aprender mais sobre desenvolvimento de software. É o caso de Cassio Serea, diretor de Shared Services e CFO (Chief Financial Officer), que já recebeu o cordão por ter concluído sua primeira tarefa. “O modelo de gameficação estimula até mesmo quem não está mais em uma área técnica. Mais do que ter o reconhecimento, o legal do projeto é servir de referência para os mais novos, que podem facilmente identificar quem na empresa é referência em determinado assunto”, completa o executivo.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.