Guia de Software e Serviço

Setor de TIC paga adiantado 20,5% das faturas

Salvador, 10/07/2018 - A plataforma de antecipação de recebíveis WEEL apurou que o segmento de reparos e manutenção de TIC (sistemas de informação e comunicação) foi o que menos recorreu à negociação de faturas ao longo do mês de maio, financiando apenas 5,2% de seus títulos a receber. No mesmo segmento, a WEEL também constatou a maior taxa de pagamentos adiantados, com 20,5% das faturas a receber sendo quitadas antes da data limite.

Em situação inversa, e refletindo o mau momento da indústria, o setor de manutenção e instalação de maquinários foi o que mais recebeu em atraso, com a taxa de perda de prazo atingindo 24% das faturas.

Entre os segmentos que mais recorreram ao factoring, o setor de serviços administrativos e complementares (que engloba as atividades como, por exemplo, telemarketing, vigilância e limpeza) foi o primeiro colocado do mês, tendo negociado a antecipação de 23% das faturas.

A apuração desses índices é feita a partir de milhares de operações envolvendo todos os setores da indústria na conversão de duplicatas em capital de giro por parte de clientes da WEEL. Fundada há quatro anos como a primeira fintech de fomento mercantil operando em ambiente de big data, a WEEL atualmente dispõe de garantias bancárias de R$ 300 milhões para empréstimos sobre faturas.

Sobre a WEEL

A WEEL (anteriormente WorkCapital) foi fundada em 2014 por empreendedores com vasta experiência no mercado financeiro e de Big Data, e amplo domínio dos novos movimentos de transformação digital dos negócios. Seu objetivo é oferecer capital líquido de forma descomplicada para melhorar o fluxo de caixa das empresas através da antecipação de recebíveis.

Para tanto, a WEEL substituiu os velhos métodos de análise de risco, limitados a poucos indicadores e muita burocracia, por algoritmos baseados em inteligência artificial que avaliam mais de 1.500 fontes de dados com grande agilidade a partir de informações de ERPs, redes sociais, cadastros negativos, instituições financeiras, cartórios, publicações do mercado etc.

Os sócios são os brasileiros radicados em Israel, Simcha Neumark e Shmuel Kalmus. Em quatro anos de operação, a WEEL participou do programa global de aceleração do Citibank, o Citi Accelerator, em 2015. Em 2017, obteve um aporte de R$ 8,5 milhões para alavancar suas operações no Brasil e no exterior.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.