Guia de Software e Serviço

Donos de iPhone são os que mais fazem seguro para smartphone

Salvador, 04/02/2019 - Mais da metade dos clientes da Kakau Seguros, plataforma digital de seguros por assinatura, tem iPhone. O levantamento feito pela empresa traduz uma tendência entre os donos de gadgets da Apple: por serem aparelhos mais caros, via de regra, os aficionados pela marca optam por ter garantia contra imprevistos cotidianos, como roubo, furto e quebra acidental do aparelho para evitar problemas caso uma dessas situações aconteça.

“Nossos clientes Apple já representam 54% dos planos de seguro que oferecemos, e a tendência de crescimento no mercado de seguros de smartphones é mundial”, considera o CEO da Kakau Seguros, Henrique Volpi. A maioria dos modelos dos clientes da Kakau abrange os iPhones XS, 8, XR e X. No Brasil, os aparelhos custam a partir de R$ 3.999, na venda no site oficial da Apple.

Na Kakau Seguros, como explica Volpi, a maior fatia de contratantes do seguro são homens de 25 a 40 anos. Mas o perfil não se limita a esse consumidor. “Infelizmente, com índices de furto e roubo crescendo em algumas cidades brasileiras, entendemos que qualquer pessoa que está todos os dias na rua, seja indo para o trabalho ou para estudar, está mais consciente de que talvez essa garantia contra imprevistos seja necessária”, explica.

Mercado de iPhone no Brasil

Pouco mais de 5% do mercado de smartphones brasileiro é de iPhones, de acordo com pesquisa da consultoria Counterpoint de 2018. Nem por isso a marca deixa de ser conhecida – e, muitas vezes, cobiçada – pelo público amante de tecnologia.

Graças à quantidade de recursos do sistema iOS e a outras características que pautam até outras grandes players para o desenvolvimento de seus equipamentos, como qualidade de câmera e design inconfundível da Apple, o aparelho se torna um objeto de desejo para boa parte da população – e, infelizmente, cobiçado por criminosos.

Para se ter uma ideia, dados de junho de 2018 da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São mostram que 66% dos roubos registrados pelas vítimas nas delegacias tiveram um smartphone como objeto subtraído por criminosos.

Como escolher seguro para iPhone

É comum que o consumidor se pergunte se vale a pena fazer um seguro para o aparelho no momento da compra. Volpi explica que é nessa hora que o cliente deve elencar aspectos como valor do investimento no aparelho e análise dos índices de criminalidade na área em que circula, mora ou trabalha.

“Sem contar a importância de se ter uma segurança para os casos de quebra acidental, em que se pode solicitar a indenização por causa do sinistro, com as especificidades contratuais do seguro”, detalha Volpi. Fazer cotação e ficar atento às condições do contrato, por essa razão, também é fundamental para ter um serviço de seguro de qualidade.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.