Guia de Software e Serviços

Por mais privacidade, Uber reduz informações apresentadas no histórico das viagens

Medida que vem sendo adotada nos Estados Unidos desde setembro de 2018 chega ao Brasil esta semana

Salvador, 07/06/2019 - A partir desta semana, a Uber deixa de mostrar para os motoristas e entregadores parceiros no Brasil os pontos exatos de embarque e desembarque no histórico de viagens. Em vez disso, será mostrada uma área mais ampla. A medida, que já vinha sendo adotada nos Estados Unidos desde o ano passado, tem como objetivo fortalecer a privacidade dos usuários.

"Não estamos focados em segurança apenas no mundo físico", explica o diretor do Tech Center da Uber no Brasil, Marcello Azambuja. "Proteger a privacidade dos usuários e a segurança dos dados de todos também é fundamental. Por isso já trabalhamos com uma tecnologia que permite que usuários e motoristas contatem um ao outro pelo app mantendo sem revelar o número para o outro. Agora, damos mais um passo nesse campo, limitando dados de localização. Estamos fazendo tudo o que podemos para proteger a privacidade em torno deles".

O novo formato foi definido considerando tanto a experiência do usuário quanto do motorista, pois traz informações suficientes para que os motoristas identifiquem viagens anteriores em caso de eventuais pendências ou necessidade de suporte ao mesmo tempo em que preserva o endereço do usuário. "Todas as ferramentas desenvolvidas na Uber buscam esse equilíbrio", pondera Azambuja.

O lançamento vem se somar a outros feitos pela Uber recentemente. Em abril, a empresa anunciou a criação de um processo inteligente para identificar mensagens impróprias. Também no mês passado, a empresa anunciou fechamento de contrato com o Serpro, empresa de TI do Governo Federal, para confirmar as informações cadastrais dos motoristas parceiros e candidatos a motoristas e de seus veículos, e m tempo real, a partir das informações da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), com a autorização do Denatran - Departamento Nacional de Trânsito.

Ano passado a empresa anunciou, para usuários e motoristas parceiros, a criação de uma ferramenta que reúne todos os recursos de segurança em um só botão no app, inclusive para compartilhar as viagens e ligar para a polícia.

A empresa está sempre avaliando e estudando novas medidas que possam aprimorar a segurança. Como parte desses esforços, a Uber está instalando em São Paulo seu primeiro Tech Center da América Latina, liderado por Azambuja, com foco inicialmente em segurança. Serão até 150 especialistas trabalhando nesse projeto, que receberá investimentos de R$ 250 milhões ao longo dos próximos cinco anos.

mais recentes · mais antigos

® 2007-2011 TIBAHIA.COM - O portal de tecnologia da Bahia. Todos os Direitos Reservados.